Importação de trigo atinge maior patamar em 21 anos mesmo com produção recorde

As importações brasileiras de trigo registraram o maior volume dos últimos 21 anos. Entre agosto de 2016 e março de 2017 as compras chegaram a 5.16 milhões de toneladas de trigo, quantidade 46% superior a do mesmo período da safra anterior (de agosto/2015 a março/2016).

Em março, as importações cresceram 22% em relação a fevereiro, somando 588.120 toneladas, mas foram 7% inferiores às de março/2016. Do volume importado, a Argentina respondeu por 85,19%, os Estados Unidos, por 11,33% e o Paraguai, por 3,47%, dados da Secex.

As exportações, por outro lado, diminuíram 40% de fevereiro para março, totalizando 125.630 toneladas. Entre agosto/2016 e março/2017, foram exportadas 526.700 toneladas, 43% abaixo do volume embarcado no mesmo período da temporada anterior (de agosto/2015 a março/2016), de 929.280 toneladas, ainda segundo a Secex.

De acordo com o Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (CEPEA), com o consumo relativamente estável no Brasil, a colheita recorde em 2016 (de 6.726 milhões de toneladas, segundo a Conab) indicava uma possível diminuição no volume a ser importado no correr deste ano-safra.
 
 


Fonte: Datagro